Formulário de Contacto Rápido


Utilize este formulário para entrar em contacto conosco.

De forma a respondermos de forma eficaz, por favor preencha todos os campos correctamente:

 

Skip to Content

About: gatodebigode

Recent Posts by gatodebigode

Exportações registam em Novembro o melhor mês do ano

 

1101163

As exportações registaram em Novembro a taxa de variação homóloga mais elevada desde o início deste ano, mas ficaram ainda assim abaixo do crescimento das importações que também registaram uma aceleração.

De acordo com os dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística esta segunda-feira, as vendas de bens ao estrangeiro durante o passado mês de Novembro foram 7,6% superiores às registadas em igual período do ano anterior.

Esta foi a taxa de variação homóloga mensal mais elevada até agora em 2016, confirmando a tendência de aceleração das exportações que se tem vindo a registar, depois de um início do ano em que as vendas foram afectadas por factores como paragens de produção em empresas exportadoras importantes como a Galp e a Autoeuropa ou como a quebra da procura proveniente de Angola.

O crescimento das exportações foi particularmente forte para Espanha (8,7%) e Angola (16,8%), onde se regista agora uma recuperação depois de quedas muito acentuadas no início do ano.

Em simultâneo, as importações de bens também registaram um crescimento acentuado em Novembro, com uma variação homóloga de 8,4%. O facto de as exportações terem crescido menos do que a importações conduziu a que se tivesse registado em Novembro um saldo comercial negativo de 91 milhões de euros, quando no ano anterior se registou um excedente de 100 milhões.

0 3 Ver Mais →

Para muitas PME, a internacionalização é sinónimo de exportar

1102050

Quando as empresas portuguesas decidem expandir-se e entrar em mercados externos, mais do que abrir uma sucursal ou estabelecer parcerias de negócio, o principal canal de internacionalização é a exportação. A venda directa para clientes externos é a forma mais utilizada por uma larga maioria das Pequenas e Médias Empresas (PME) exportadoras inquiridas num estudo realizado para a Câmara do Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP), divulgado nesta quinta-feira.

De 873 PME ouvidas pela empresa E-Monitor nas áreas dos serviços, indústria, comércio a retalho, transportes e alojamento, quase dois terços (61%) responderam que utilizam a exportação directa como estratégia de internacionalização. Não é a única. Entre as principais estratégias aparece sempre a exportação, mesmo que ela seja ocasional (18%) ou feita através de um agente internacional (15%) ou nacional (10%).

Há ainda uma franja de 13% que fez parcerias de negócios locais. Quaisquer outros modelos de internacionalização têm menos peso – o estabelecimento de uma sucursal ou de uma filial própria só acontece com 9%; a presença através de um escritório de representação ainda é menor (7%); e através de uma fábrica é ainda menos expressiva (2%).

É na agricultura e na indústria que as exportações directas para clientes internacionais (sem intermediários) mais acontece, abrangendo cerca de três quartos das PME, ao contrário dos serviços, onde a venda directa se verifica menos. Mas aqui há uma maior diversificação das estratégias, pelas próprias características das empresas de prestação de serviços. Para as consultoras, as empresas de engenharia ou de assessoria jurídica, “a ‘presença física’ nos mercados de destino é, numa imensa maioria de situações, condição necessária para conduzir a sua actividade comercial e operacional suportada em bens não transaccionáveis”, conclui-se no estudo.

Quase dois terços das empresas viu a actividade internacional progredir nos últimos dois anos e mais de 60% prevê crescer este ano na actividade internacional, o que acompanha a tendência dos inquéritos do INE. “Um dos factores estratégicos para conseguir o desenvolvimento da economia portuguesa é, sem qualquer dúvida, a internacionalização”, sublinhou o presidente da Câmara de Comércio, Bruno Bobone, durante a apresentação do estudo, frisando que esse foi um “factor incontornável para ultrapassar as dificuldades pelas quais a economia portuguesa passou”. Uma grande parte das PME – mais de 40% – fá-lo em complementando à actividade que já desenvolve no mercado interno.

Segundo o estudo, o número de empresas internacionalizadas supera as 50 mil (40 mil são micro e 12 mil são PME). No entanto, para efeitos estatístico do INE só contam como exportadoras as empresas que têm pelo menos metade do volume de negócios vindo das exportações ou 10% quando o valor exportado é superior a 150 mil euros, por isso, considera-se que há menos empresas exportadoras – cerca de 22.400 PME.

O facto de desenvolverem actividade internacional não significou para muitas delas terem feito grandes alterações internas para se adaptarem: 69% fizeram-no mantendo a estrutura já existente – nas áreas financeiras, de recursos humanos ou nos sistemas de informação; apenas 18% avançaram com alterações, como por exemplo contratando mais trabalhadores, e foram menos ainda (13%) as que criaram um departamento internacional com equipas dedicadas aos mercados externos. Por exemplo, 30% das PME têm a actividade internacional integrada no departamento comercia, 24% adjudicam esta responsabilidade a uma pessoa que faz a ponte com outros departamentos da empresa.

Mais do que fazer um retrato estatístico de todo o tecido empresarial exportador palpável nos dados do INE, o estudo da Câmara do Comércio permite acompanhar “melhor a realidade das empresas que estão a internacionalizar-se”, conhecendo “o dia-a-dia das decisões” e a forma como estão no terreno, vincou Bobone.
Fonte: Público

0 0 Ver Mais →

Nova Imagem Corporativa

novo-site

Vivemos extraordinários tempos de mudança e novas tecnologias que revolucionam a forma como comunicamos e interagimos. Temos assistido a uma evolução de mercado com destaque para as novas plataformas e sistemas de comunicação. Desta forma, a NC Logística pretende associar-se a este movimento e re-imaginar a marca de forma a podermos evoluir e crescer ainda mais, numa história que tem sido repleta de sucesso.

Foi graças às relações com os nossos clientes e amigos que transformaram a NC Logística numa empresa sustentável, moderna e com valores honráveis. Esses factores foram fortemente vincados na nova imagem, que traduz com a maior das certezas a nossa missão e valores, como uma equipa que quer sempre o melhor para os seus parceiros.

Assim sendo, gostariamos de apresentar uma NC Logística renovada, moderna mas com a sua história como pilar essêncial dos nossos objectivos.

0 5 Ver Mais →

Novo Site

novo-site

Apostámos na renovação do nosso site. Através das mais modernas tecnologias é possível navegar num site adaptado a todos os mais recentes protocolos de comunicação e é como tal adaptado a todos os dispositivos.

No nosso site poderá ficar a par das últimas novidades sobre o sector e notícias sobre a nossa marca.

Esperamos vê-lo por cá.

0 2 Ver Mais →

 

Recent Comments by gatodebigode

    No comments by gatodebigode